z
Viva Bem

Atividade física na melhorar sintomas de doenças respiratórias

16 de Abril de 2021 -Redação
[Atividade física na melhorar sintomas de doenças respiratórias]

Fazer uma atividade física também otimiza a saúde de quem sofre com as doenças respiratórias crônicas

Manter uma rotina de exercícios durante o período de isolamento exigido por causa da pandemia do coronavírus tem sido desafiador. Porém, tentar manter a disciplina é importante para promover benefícios à saúde. Manter o corpo ativo melhora a qualidade de vida, além de fortalecer os músculos, ajudar na prevenção da obesidade e no cuidado com o coração. Fazer uma atividade física também otimiza a saúde de quem sofre com as doenças respiratórias crônicas, como a bronquite crônica, a rinite, a asma e as condições mais graves, como o enfisema pulmonar. "Fortalecer os músculos beneficia o fluxo de oxigênio no organismo e o condicionamento cardiorrespiratório, promovendo assim bem-estar para quem sofre com problemas respiratórios, como asma, por exemplo", explica Guilherme Reis, Coordenador Geral da Rede Alpha Fitness.

Pessoas que sofrem com doenças respiratórias acreditam que o esforço provocado pela dança, a prática de um esporte, ou a ida à academia vai dificultar a respiração, mas na verdade é o contrário: eles melhoram a saúde. No mundo, mais de 235 milhões de pessoas sofrem com a asma, de acordo com levantamento da Organização Mundial de Saúde (OMS). Os exercícios apresentam efeitos práticos no dia a dia, já que ajudam na rotina, como: subir e descer escadas, correr e caminhar. "Ter um estilo de vida sedentário, sem nenhuma atividade que fortaleça o corpo, é o que realmente pode agravar as doenças respiratórias crônicas. Quem não se exercita, não fortalece os músculos, e músculos mais fortes são essenciais para o bom funcionamento do organismo. O início da prática da atividade escolhida pode até ser um desafio para quem não está acostumado, mas depois que o corpo se habitua, a melhora da respiração é nítida", explica o especialista.

Antes de começar a praticar alguma atividade, porém, é necessário consultar um especialista, para saber quais modalidades são mais indicadas para seu caso e o nível de intensidade que poderá atingir durante a prática. "Seguindo a orientação adequada, a pessoa poderá realizar exercícios até que consiga conviver melhor com o problema", finaliza Guilherme.

Comentários

Outras Notícias

[Warner Bros. Pictures anuncia datas de produções nacionais]
Cinema

Warner Bros. Pictures anuncia datas de produções nacionais

11 de Maio de 2021

"A Princesa da Yakuza"e "Hermanoteu na Terra de Godah – O Filme" têm estreias programadas para o segundo semestre

[Nicki Minaj anuncia retorno para a sexta-feira (14)!]
Música

Nicki Minaj anuncia retorno para a sexta-feira (14)!

10 de Maio de 2021

Rapper surpreendeu seguidores com fotos inéditas de seu retorno

[Nossa Vila: Vem aí a Vila Junina da Capitá!]
Mais

Nossa Vila: Vem aí a Vila Junina da Capitá!

10 de Maio de 2021

A Oquei Entretenimento apresenta sua nova vila gastronômica para temporada de São João, montada no Clube Espanhol

[Johnny Hooker lança DVD]
Música

Johnny Hooker lança DVD

10 de Maio de 2021

“Macumba Ao Vivo em Recife” é praticamente uma tragédia grega sobre o fim do amor romântico

[Pabllo Vittar
Música

Pabllo Vittar "Ama Sofro Chora", mas não perde a pose!

07 de Maio de 2021

O clipe foi baseado em um sonho que da drag, com direito a figurino em Lady Dai

[Bel Bertinelli lança novo single com Jovem Levi]
Música

Bel Bertinelli lança novo single com Jovem Levi

07 de Maio de 2021

"Quando Grave Bater" chegou hoje (7) às plataformas de áudio, além do clipe no YouTube