Cinema

CRÍTICA: O reboot de "O Grito" tenta, mas não convence

12 de Fevereiro de 2020 -Redação
[CRÍTICA: O reboot de

Mesmo com ótimo elenco, filme se perde no roteiro e não ganha o telespectador

O clássico japonês O Grito (2002), refilmado em 2004 por Hollywood, está de volta aos cinemas nesta quinta-feira (13), agora pelos olhos do diretor Nicolas Pesce. Nesta nova tentativa, há muita vontade de prender os amantes de terror à telona e também atrair um novo público. Mas será que eles conseguem?

O reboot continua com a maldição como plano central da trama, mas contada em uma narrativa diferente. Para isso, o diretor apresenta três tramas em diferentes linhas do tempo, com acontecimentos que ligam ao plano central. A detetive Muldoon (a ótima Andrea Riseborough), que acaba de mudar para a cidade com o seu filho, é a responsável por montar as peças do jogo.

Com tantas histórias para contar, o roteiro, que se mostra morno no início do filme, tem dificuldade de pegar ritmo. Na tentativa de convencer e até assustar o expectador, falta liga, falta algo que leve as cenas ao clímax. Aí, por mais que se tente, não há chance de criar vínculo com os personagens, de torcer por algum deles ou odiar o outro.

Para sermos justos, o jovem diretor e roteirista, Pesce, tenta ser autoral, mas sem deixar as origens da lenda original de lado. Ele deixa bem claro para o público sobre onde surgiu a lenda e como ela foi parar em solo americano. Mas, a partir daí, o projeto deixa de ser uma densa história de terror e ganha ares de um promissor suspense com alta dose de drama. As tentativas de dar certo chegam a constranger. É como se procurassem abrandar uma obra para que seu filho possa assistir numa “sessão da tarde” (contém uma pitada de exagero).

E na adaptação aos moldes atuais para o mercado do terror, onde os filmes chegam cada vez mais comerciais e menos perturbadores, O Grito é um pouco mais alto que um sussurro. Ele é uma produção que tenta várias vezes, mas não chega ao topo. Uma pena, já que tem um grande elenco em frente às câmeras.

NOTA (1 A 5):
2.5

Por Robson Cobain

 

O GRITO
Estreia: 13 de fevereiro de 2020
Tempo: 1h 34min
Gênero: Terror

Comentários

Outras Notícias

[Natura leva beleza e alto astral ao carnaval de Salvador]
Dicas

Natura leva beleza e alto astral ao carnaval de Salvador

22 de Fevereiro de 2020

carnaval de SalvadorA Natura, umas das patrocinadoras oficiais do Camarote da Veveta, terá experiência de maquiagem e distribuição de brindes e adereços de carnaval no local, garantindo ainda mais cores e diversão para os dias de folia em Salvador

[Baiano leva exposição “Olhar Franco-Brasileiro” para a França]
Dicas

Baiano leva exposição “Olhar Franco-Brasileiro” para a França

20 de Fevereiro de 2020

Ed Ribeiro estreia campanha #NãoÀIntolerânciaReligiosa, aproximando público da cultura africana entre os dias 7 e 15 de março, na igreja La Chapelle

[‘Magnatas do Crime’ ganha novo trailer violento]
Cinema

‘Magnatas do Crime’ ganha novo trailer violento

20 de Fevereiro de 2020

Com elenco estrelado, policial chega aos cinemas em abril

[Banda Filhos de Jorge tem agenda movimentada no Carnaval 2020]
Música

Banda Filhos de Jorge tem agenda movimentada no Carnaval 2020

20 de Fevereiro de 2020

A maratona que já começou ontem (19) com apresentação nos '10 Anos do Bloco Pinguço'

[Makes para o carnaval 2020: aposte no brilho e nas cores]
Dicas

Makes para o carnaval 2020: aposte no brilho e nas cores

20 de Fevereiro de 2020

Glitter, delineadores coloridos e iluminadores holográficos são tendências para a folia

[Bonneco confirma apresentação no Carnaval de Salvador]
Música

Bonneco confirma apresentação no Carnaval de Salvador

20 de Fevereiro de 2020

Show promete um repertório pra cima e bastante diversificado