Cinema

CRÍTICA: 'Minha Mãe É Uma Peça 3'

23 de Dezembro de 2019 -Redação
[CRÍTICA: 'Minha Mãe É Uma Peça 3']

Ótimas risadas, emoção e críticas no terceiro filme da franquia de Paulo Gustavo

Me permitam um recorte social.

Pensem num país nitidamente homofóbico, com valores puritanos e falso moralista, onde se declaram a favor da "moral e dos bons costumes" enquanto matam gays e suas vertentes LGBTQI+. Onde perante a sociedade não se constitui família a união de duas pessoas do mesmo sexo, mesmo que asseguradas pela lei.

Agora pense em um filme protagonizado por um ator gay que dá vida à uma personagem mulher e mãe que tem um filho gay, uma filha recém grávida de um homem que acabou de conhecer e transou no primeiro encontro, uma irmã fumante de maconha e alguns outros detalhes que fogem da realidade imaginada pelo país que citei no início deste texto, mas que ainda assim é recordista de bilheteria.

Assim é o filme Minha Mãe é uma Peça. Agora já no terceiro filme, Paulo Gustavo dá vida à Dona Harmínia, que luta pela educação dos seus filhos e vive um eterno conflito com seu ex-marido Carlos Alberto. Recorde de bilheteria nos filmes anteriores, o terceiro não deixa a desejar. Vai emocionar e fazer rir muito os espectadores. Dirigido por Susana Garcia, e roteirizado pelo protagonista, o filme entrega oscilações constantes que te farão ir das lágrimas às gargalhadas em poucos minutos.

É um filme sobre o amor. Sobre o amor de filho, de irmãos, de amizades e principalmente sobre o amor superior: o de mãe. A descompensada Dona Hermínia nos faz lembrar de nossa mãe. Mesmo aquela mulher de meia idade e atribulada com seus próprios filhos poderá ter boas doses de emoções pensando em sua prole, mas também lembrando de sua relação com sua própria mãe. Perceberá o quanto este ciclo de repete passando de mãe pra filho, nos tornando sempre frutos daqueles que nos educaram.

E constatamos alfinetadas sobre a solidão da mulher, sobre como ela encara a melhor idade, ao tempo em que homens que parecem tão independentes na juventude, se mostram ainda mais dependentes de uma mulher quando envelhecem. Neste ponto, é valorizada a força da mulher e sua habilidade em cuidar de todos, direta ou indiretamente, além do suporte que dão umas às outras.

Por fim, é impossível assistir o filme e não se identifica com a história. É um verdadeiro reflexo bem humorado e emocional sobre nossas vidas, já que podemos encontrar em cada personagem pessoas que estão em nosso dia a dia.

NOTA (1 A 5):
4.0

Por Rai Silva

 

MINHAMÃE É UMA PEÇA 3

ESTREIA: 26.12.2019 (1h45min)
DIREÇÃO: Susana Garcia
GÊNERO: Comédia

Comentários

Outras Notícias

[Salvador inicia a segunda fase de retomada das atividades]
Mais

Salvador inicia a segunda fase de retomada das atividades

10 de Agosto de 2020

O Música e Mais conversou com proprietários de alguns estabelecimentos da capital baiana, para saber sobre as expectativas na volta do público.

[Fernanda Olive é flagrada em um shopping, com suposto affair]
Mais

Fernanda Olive é flagrada em um shopping, com suposto affair

07 de Agosto de 2020

Conhecida como a ‘rainha’,das lojas virtuais mundiais, as (E-commerce), Fernanda tem o seu rosto estampado em todos os sites de compras internacionais

[Dia dos Pais da Natura traz várias opções de presentes]
Mais

Dia dos Pais da Natura traz várias opções de presentes

06 de Agosto de 2020

Com uma seleção de produtos para presentear na data, as sugestões da marca incentivam as relações com cada tipo de pai, do inspirador ao aventureiro

[Conheça Naíse, a nova aposta da Gree Cassua Produtora]
Música

Conheça Naíse, a nova aposta da Gree Cassua Produtora

06 de Agosto de 2020

A estrela em ascensão que é a nova aposta que surge da Bahia para todo o Brasil

[Rode Torres espera você na
Música

Rode Torres espera você na "Rode Torres Sunset!"

06 de Agosto de 2020

Sertanejo realiza live no próximo dia 15, com apresentação de Isis Oliveira e Diogo Pretto, além de participações especiais

[Joel Carlo lança nova música
Música

Joel Carlo lança nova música "Coach Solidão"

04 de Agosto de 2020

Depois do sucesso "Beber, Beijar" em todo o Sul do país, cantor mostra veia romântica com canção inspirada em filme internacional